sexta-feira, 8 de julho de 2011

A pior parte do fim, é o recomeço!

Tumblr_lnza2jiozs1qkap1to1_500_large
Era manhã de qualquer dia, sentimento de qualquer dia, o frio dominava à cidade, escura e mal iluminada. Esse sentimento, que dentro do meu corpo habita, congelado pelo tempo e pela frieza de como foi deixado pra trás. E a cada dia percebo, que me preocupei demais com quem não valia 1 décimo de mim, não merecia nada desse sentimento. O vento levou minha sanidade, minha visão, minha capacidade de escolha, virei um fantoche na mão do tempo... até que um dia, algo me fez despertar dessa cegueira, e ver que se aquele romance tivesse começado de outro jeito, não estaria sofrendo. Mais não, me enganei facilmente por alguém, que tem o dom de iludir, enganar, chantagear. Que acha que ti conhece, mais que escuta o que quer, fala o que quer, e não dá a mínima pros seus sentimentos. Mais como a vida nos derruba, para que nos erguemos mais fortes, e para que nunca mais, cometamos erros iguais à esse. A cada dia, a cada passo, dessa nova caminhada, desse novo dia, dessa difícil parte da vida, o Recomeço. Mas, esses sentimentos do inverno, fazem, com que nós paremos para observar, como tudo esta perverso, e como as pessoas estão fáceis, e pouco sentimentais. Dá pra ver no olhar, de como, elas se abalam fácil, desistem fácil, enganam fácil, esquecem fácil. Mais nada como um dia após o outro, um pé de cada vez, escrevendo aos poucos uma nova história, dando uma nova chance para ser feliz, e pensando, de como, você é grande, forte, sentimentalmente, por passar por tudo isso, e conseguir sorrir, conseguir superar, por mais que demore, mostre ao mundo, do que é capaz, seja reconhecida, lute! E mostre para quem fez desse coração partido, quem você é de verdade, e se orgulhe, por não fazer isso com as pessoas, se orgulhe de ser boa, e saber fazer as pessoas se arrependerem sem que você precisasse se humilhar, e quando essa pessoa vier se desculpar, pedir perdão, você terá orgulho em dizer: Hoje estou mais forte, e melhor sem você, ti perdoo, mais não esqueço, sigo minha vida sorrindo e cantando, espantando o frio, dessas noites longas de inverno.