segunda-feira, 12 de março de 2012

Contratempos do coração


       Você de repente, se livra de tudo que ti atrasa, ti impede de ser livre. De fazer suas próprias escolhas, de aproveitar mais sua vida, sem restrições. Daí então, você se mete na enrascada de se apaixonar de novo, e isso vive acontecendo comigo, num ciclo vicioso, logo estou eu, presa, a um sentimento, que não da cara pra bater. Que faz da sua vida, baseada em dúvidas, incertezas, e aquela história de correr atrás.. Mas peraí! Não foi eu mesmo quem sofreu disso meses atrás? Que jurou mandar na relação e controlar minhas próprias vontades?.. Então porque regredi nas idéias? Coração, você só me ferra né?
        Não gosto de ficar me lamentando, ou me fazendo de coitadinha. Pois o coração, só tem culpa em certas partes, mas a minha mente, é que realmente é culpada. Pois se encanta por gestos, olhares, sorrisos, palavras... promessas. Tenho ciumes de coisas que não são minhas na real. Tentei, mas não pude nadar contra a corrente. Sentimento é algo maior do que a capacidade de suportá-lo, evitá-lo, ou esquece-lo. E aposto que sabem disso.
       É que nem escrevi nessa tarde em alguma rede social:  Dê atenção para pessoas que saibam o que querem. Dê valor para quem faz você se sentir a pessoa mais importante desse mundo. Corra atrás de quem ti prioriza, se for necessário. Não deixe pessoas assim, passarem despercebidas pela sua vida. Se ela arrancou algum dia, um sorriso sincero de você.. com certeza ela não está ali por acaso... Reflitam.