segunda-feira, 23 de abril de 2012

A vida lá em casa...

Tumblr_lzhxirxq9f1r2w5hao1_500_large
Final de tarde, o tempo  escureceu. Pessoas retornando à suas casas, suas famílias. Seu lar, seu conforto, sua paz. Não pra mim. Lar pode ser considerado um local aonde você se sente bem, feliz, relaxada. Onde sua alma pode respirar aliviava depois de um dia de trabalho. Mas ultimamente, regressar para casa está sendo cada vez mais uma tarefa árdua. Brigas, brigas e mais brigas.. eu realmente não sei mais o que fazer. Ninguém se entende, brigam por besteira, não se trocam bom dia, boa tarde, boa noite mais por aqui.
Quando estou só, me sinto feliz, canto, vivo. Mas quando eles estão presente, tudo se torna impossível. Meu dia, passo fora de casa. Convivo com amigos verdadeiros, professores.. meus grandes mestres, que andam suprindo a falta de carinho, atenção e sabedoria que devia vir dos meus pais. Compreensão sabe. Agradeço profundamente todo o esforço que eles tem de nos fazer mais humanos. Agradeço pela oportunidade de me deixar falar, de me ouvir, auxiliar, elogiar e dar broncas se necessário. Dói muito se sentir só, numa casa com 3 pessoas à mais. Não à dialogo, não falo sobre meu dia, porque ninguém tem paciência pra me ouvir. Mas falar sim, pra cobrar, brigar, ofender.. te deixar pra baixo. Sorte a minha, passar 8h fora de casa, com quem me quer sorrindo, com quem me faz todo dia, me lembrar da seguinte frase : Foco, Força e Fé! 
Espero quem sabe um dia, ver essa situação mudar. Quem sabe um dia alguém lhes façam enxergar tudo que há de errado em suas atitudes. Tudo que eles estão prejudicando, quem eles estão prejudicando. Quais são as consequências de seus atos fúteis. Pois o ser humano não perdoa, ele esquece. Quem esquece lembra, mesmo que muito tempo tenha se passado. O que doeu um dia, poderá doer de novo, o que muda é só a intensidade. E essas marcas são eternas.